Oferta de Tecnologia

Biosensor eletroquímico para a deteção e quantificação de alquilfenóis.

Para saber mais acerca deste perfil, deve efectuar o login, ou registar-se no portal.

Difusão

Internacional

Referência

49832

Válida até

22-07-2021

Resumo

Um grupo de investigadores de duas universidades, portuguesa e tunisina, desenvolveu um biosensor para a deteção e quantificação de alquilfenóis (AF).
A invenção visa constituir um método rápido, eficiente e preciso para a quantificação destes contaminantes presentes em numerosos itens, incluindo detergentes, pesticidas, plásticos, têxteis e combustíveis.
O biosensor foi já testado com sucesso em amostras reais, revelando ser mais rápido e eficiente do que as técnicas habitualmente utilizadas para a quantificação de AF, não sendo necessário, inclusive, a preparação de amostra.
As universidades procuram empresas que trabalhem na área ambiental e/ou farmacêutica ou que operem na área dos (bio)sensores para licenciamento e/ou futura colaboração no desenvolvimento de novas formulações e/ou aplicações.

Descrição

A ubiquidade dos alquifenóis (AF) requer uma monitorização e análises constantes, mas generalidade das técnicas atualmente aplicadas para a sua quantificação são baseadas em métodos que requerem uma extensa preparação da amostra, são muito dispendiosas e a sua utilização requer a existência de equipamentos específicos para essa finalidade.
Assim, os sensores aqui apresentados permitem uma utilização muito mais difundida já que tem um custo muito mais reduzido e são mais fáceis de utilizar. Estes sensores incluem uma rede de nanotubos de carbono de parede única que actuam como canal condutor. Nestes, encontra-se adsorvido um anticorpo anti-AF com elevada afinidade para com alquilfenóis e que está na base da reação para quantificação. Esta resulta das subsequentes variações na passagem de corrente elétrica pelo nanotubos de carbono, que está dependente da presença ou ausência de AF, bem como da sua concentração. Esta tecnologia permite, de uma forma simples e com um custo baixo, substituir as técnicas comummente utilizadas para a deteção e quantificação de AF, nomeadamente, cromatografia líquida de alta pressão (HPLC), HPLC acoplada a espectrometria de massa (LC-MS) e cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa (GC-MS).
A universidade procura licenciar a tecnologia a empresas com capacidade de desenvolvimento ou produção e comercialização de sensores com vista ao desenvolvimento de soluções comerciais. A universidade está ainda disponível para participar nesse desenvolvimento através de projetos em copromoção ou pela sua subcontratação.

Aspectos Inovadores e Principais Vantagens da Oferta

A presente invenção apresenta as seguintes vantagens face a tecnologias existentes para a deteção de alquilfenóis:
1) Volume reduzido de amostra (< 1mL);
2) A amostra não requer qualquer preparação;
3) O biosensor pode potencialmente ser utilizado in-situ, sem necessidade de análises efectuadas em laboratório
4) A análise pode ser efetuada em minutos, ao contrário de análises por GC-MS e HPLC ou LC-MS, que podem demorar horas.
5) Os limites de deteção e/ou quantificação são idênticos ou consideravelmente melhores dos que obtidos nas técnicas anteriormente descritas.

Fase de Desenvolvimento

Fase de desenvolvimento - Testado em laboratório

Comentários à fase de desenvolvimento

Testado à escala laboratorial para deteção e quantificação de AF. Disponível para apresentação.

Direitos de Propriedade Industrial

Pedido de patente ainda não atribuída

Exploração de resultados de I&D

Nenhum

Tipo de Colaboração

Acordo de licenciamento
Desenvolvimento conjunto
Adaptação a necessidades específicas
Teste de novas aplicações

Tipo de parceiro procurado

Indústria; Instituto de investigação.

Área de actividade do parceiro

Empresas/entidades que trabalhem na área ambiental e/ou farmacêutica ou que operem na área dos (bio)sensores.

Tarefa a ser realizada

Industrialização e comercialização

Aplicação de Mercado

- Aplicação ambiental: monitorização de AF de forma rápida, eficiente e in situ.
- Aplicação industrial: no controlo de qualidade, para deteção e quantificação de AF, nomeadamente, em produtos de origem alimentar, e, especificamente, produtos líquidos.
- Além da deteção de AF esta tecnologia pode ser facilmente adaptado para deteção de variados outros contaminantes.

Descrição da Organização

Universidade pública
pdf

Perfis semelhantes

Método Rápido de Afiamento Eletroquímico Dispositivo de iluminação com luz branca regulável baseado em nanoestruturas de zircónia. Sensor de pressão ótico baseado em nanoestruturas de zircónia Bomba de caudal variável por deslocamento longitudinal Compactador de Lixo Doméstico Material compósito à base de carboneto de tungsténio, respetivo método de obtenção e sua utilização
A reconstruir o índice.
Aguarde por favor...